A China e o seu modelo de inovação

Leia o histórico de formação industrial chinesa voltado para inovação e tecnologia
Escrito por Maria Helena

Quando a China abriu o seu mercado para países estrangeiros, seu foco inicial era para a produção e indústria pesada ou de base. Atualmente percebe-se que o país asiático alterou o foco para a indústria criativa, tecnológica e de inovação. Leia no artigo de hoje como aconteceu esta mudança de foco e como você empreendedor, poderá se beneficiar.

Industrialização Chinesa
Para se adequar ao mercado global, a China realizou na década de 1990 modificações industriais no seu parque fabril, investindo principalmente no mercado interno, de acordo com a demanda que havia na época.
Se antes a China voltava sua produção para a indústria pesada, que fornecia componentes e peças para outras indústrias, orientado para máquinas e equipamentos. Raramente produzia o produto final, o que impedia seu destaque no mercado internacional. Hoje a realidade é outra. Vemos uma China moderna, atualizada, tecnológica e criativa.

Aperto de Mão
Em 1972, o presidente norte-americano da época, Richard Nixon, visitou a China. Tratava-se da primeira visita de um chefe de Estado dos EUA ao país. Conhecido como o aperto de mão que redefiniu o mundo, a reunião diplomática entre Nixon e Mao Tsé Tung mudou para sempre as relações econômicas da China comunista com o mundo ocidental.
A caminhada estratégica que foi se moldando com o passar das décadas, abriu mercados, investimentos e permitiu uso de patentes de produtos. A partir da década de 1980 a China abriu o mercado para empresas estrangeiras se instalarem e as restrições por parte do governo foram afrouxadas.
A partir daquela década, a propriedade exclusiva de investidores estrangeiros também se tornou legal. Porém, mesmo com a abertura comercial, ainda havia a necessidade de colocar as empresas onde a demanda era necessária, então cada região do país recebeu um incentivo diferente para determinados segmentos industriais, atuando junto às universidades, endossando suas pesquisas e provendo o melhor aproveitamento educacional.
Como falamos, na década 1980 a China abriu mercado e decolou como potência mundial, além de ganhar status de terreno fértil para investimento. Entre 1990 e 1999, foram mais de 30 mil projetos estrangeiros investidos no país, resultando em mais de 99 bilhões de dólares em capital. Entre 2000 e 2008, o número subiu para 73 mil projetos de diferentes países, somando os impressionantes 166 bilhões de dólares em investimentos.

Cultura da Inovação
O período de aprendizado da China no desenvolvimento das tecnologias avançadas foi marcado por conquistas e lições via processo de “learning by doing” – ou em português “aprender fazendo”. A cultura de inovação surge também de uma cultura colaborativa das capacidades de inovação, entre empresas e universidades. Trens de alta velocidade e telefones celulares são alguns casos de sucesso que resultaram desses processos de aprendizado.
A partir desta colaboração entre empresas e universidades, investimentos pesados do governo chinês e parcerias com empresas estrangeiras resultou na China inovadora que conhecemos atualmente!
E você, já incluiu a importação no planejamento estratégico de sua empresa? Até o próximo artigo!

PLANEJA IMPORTAR?

ELABORAMOS O SEU PROJETO DE IMPORTAÇÃO DE PRODUTOS

Entre em contato e saiba como mudar a sua empresa a partir de consultoria especializada. Preencha o formulário e agende uma consultoria, de maneira rápida e prática!

Saiba mais

Asia Source Brasil

32.841.631/0001-20

Rua Anita Garibaldi, nº 79, Anita Garibaldi, Joinville - Santa Catarina

contato@asiasourcebrasil.com.br