Proteção Cambial através do Hedge

Conheça como sua empresa poderá se beneficiar do Hedge Cambial nos processos internacionais
Escrito por Maria Helena

Nestes tempos difíceis e instáveis que estamos vivendo, muitos importadores estão procurando maneiras de proteger seu capital das oscilações do câmbio. Afinal, aqui no Brasil o dólar atingiu recordes nominais em 2020 (quando não consideramos a inflação).
Para 2021, especialistas afirmam que o dólar terá uma queda em seu valor quando tivermos uma retomada econômica na indústria, comércio e prestação de serviços e principalmente quando a taxa Selic brasileira aumentar (o que chamará a atenção dos investidores internacionais).
Diante disso, te pergunto: como você está protegendo seus negócios das oscilações do câmbio? Uma estratégia bastante utilizada para isso é o Hedge Cambial, que pode fazer a diferença nas suas compras internacionais. Continue lendo para entender melhor sobre esta estratégia!

O Câmbio e o Hedge
Você sabia que a taxa de câmbio é considerada uma das variáveis mais relevantes de um país? Pois é, na década de 70 com o colapso do Sistema Bretton Woods, grande parte dos países desenvolvidos passou a adotar o regime de taxas de câmbio flutuante. Na década de 90, esse processo se acelerou ainda mais, alcançando os países emergentes, como o Brasil.
O câmbio flutuante acontece através da relação entre oferta e demanda, ou seja, o governo deixa as moedas oscilarem livremente – podendo fazer, quando necessário, pequenas intervenções pontuais (comprando ou vendendo papel/moeda).
O regime de câmbio flutuante é que o mais reflete a realidade do valor de uma moeda e, mais do que isso, de uma economia.
No nosso país, o governo interfere pouco nas variações artificiais da moeda, ou seja, de compra e venda, mas executa ações para controlar a inflação (como mudanças na taxa Selic), que acabam interferindo na alta ou baixa da moeda americana no Brasil.
É ai que entra o Hedge Cambial. Te explico no próximo tópico!

Mas o que é Hedge Cambial?
Por definição, o Hedge Cambial é quando acontece uma operação financeira realizada para proteger os investimentos no exterior. O termo inglês “Hedge” no português pode significar proteger, barrar ou limitar. Desta forma, o Hedge Cambial limita os preços dos ativos.
Em outras palavras, o Hedge Cambial irá garantir aos negócios uma margem de segurança financeira tanto na exportação, quanto importação, mantendo sobretudo o faturamento esperado, sem surpresas ou prejuízos!
Caro leitor, é fundamental compreender essa operação e utilizá-las em suas importações. O Hedge tem o objetivo de proteger as operações de grande variação de valores, o que traz mais segurança para o investidor.

Como funciona na prática?
Como você leu, o câmbio pode sofrer oscilações. Ao utilizar o Hedge Cambial a empresa elimina o risco de ser surpreendida com as variações do dólar ou euro. Mas como acontece na prática?
A prática mais comum são negociações com base no mercado futuro.
Explico. O mercado futuro, como o nome sugere, é aquele que faz uma estimativa de como estará a cotação do dólar nos próximos meses. As negociações levam esse valor em conta para estimar o montante de uma venda, compra ou rendimento de uma operação a longo prazo.
Na sua próxima importação, faça contato com sua instituição financeira para conhecer as taxas e realizar simulações. E claro, precisando de consultoria em comércio exterior, conte com a Asia Source Brasil! Até o próximo artigo!

PLANEJA IMPORTAR?

ELABORAMOS O SEU PROJETO DE IMPORTAÇÃO DE PRODUTOS

Entre em contato e saiba como mudar a sua empresa a partir de consultoria especializada. Preencha o formulário e agende uma consultoria, de maneira rápida e prática!

Saiba mais

Asia Source Brasil

32.841.631/0001-20

Rua Anita Garibaldi, nº 79, Anita Garibaldi, Joinville - Santa Catarina

contato@asiasourcebrasil.com.br